Open Day do Instituto

Open Day - acupuntura, emoções, "Acupunturar" e um dia muito especial

Não somos melhores do que outros, simplesmente fazemos coisas diferentes.

1. O início da jornada

O Open Day do Instituto iniciou de manhã, bem cedo, no Parque da Cidade. A primeira atividade do dia, a aula de Qi Gong, foi planeada a rigor: local, tempo e prática.

O local…

O local desta atividade teria, obrigatoriamente, de ser ao ar livre e nada melhor do que o Parque da Cidade, na proximidade das instalações do Instituto André Marques. A prática de Qi Gong, além dos benefícios já conhecidos, acrescenta ainda mais quando praticada ao ar livre. Havendo essa possibilidade, que sábado passado foi possível, então é de usufruir da prática em contacto com a natureza.

O tempo…

O tempo agraciou os bravos praticantes com um dia ameno e alguns momentos refrescados pela chuva de pouca intensidade que, também, marcou presença. Não existe propriamente uma temperatura ideal para a prática de Qi Gong. Porém, se possível, evitar temperaturas extremas de frio ou calor.

A prática…

Para quem não sabe,

Qi Gong é uma terapêutica utilizada na Medicina Tradicional Chinesa que consiste em exercícios terapêuticos (exercícios físico, respiratório e de concentração).

Na verdade, o Qi Gong já é utilizado há milhares de anos para…

  • promover a saúde do corpo e mente, bem-estar e higiene articular;
  • aumentar a eficiência e capacidade respiratória;
  • melhorar a concentração e foco;
  • libertar tensão corporal e emocional
  • entre outros benefícios.

Esta prática pode ser utilizada como terapêutica (Medicina Tradicional Chinesa), arte marcial ou, simplesmente, para exercícios de manutençãoAlém disso, interessa saber, isso sim, que é uma prática adequada para todas as pessoas de todas as idades, mesmo quando em condições muito debilitadas. Aliás, para essas condições, torna-se ainda é mais adequado.

Uma curiosidade sobre o Qi Gong…

Quando estagiei ni hospital de Medicina Tradicional Chinesa de Chengdu (China), no jardim de entrada, havia sempre alguns pacientes do próprio hospital, em pijama, a praticar Qi Gong. No oriente, esta terapêutica é muito utilizada em combinação com medicina tradicional chinesa, acupuntura e tuina (massagem). As linhagens mais antigas da própria medicina tradicional chinesa defendem que qualquer profissional desta área deve ter em si o compromisso de praticar Qi Gong para fortalecer o corpo, a mente e a vitalidade, enquanto se liberta de padrões emocionais e pensamentos impróprios ao exercício profissão. Assim, o profissional de medicina tradicional chinesa (e acupuntura) ou o praticante de artes marciais (Qi Gong) deve manter algumas rotinas desta prática para assegurar a sua vitalidade, enquanto ajuda o próximo a recuperar a sua saúde e bem-estar.

 

Mas afinal como é uma aula de Qi Gong?

Qi Gong, como referido anteriormente, consiste em exercício terapêutico que conjuga vários tipos de exercício: físico (força e flexibilidade), respiratório, meditação e concentração. Existem inúmeras sequências possíveis, sendo a prática direcionada consoante os praticantes e o objetivo da aula.

Assim, na mesma aula é possível combinar os diversos tipos de exercício para colher os seus benefícios a curto, médio e longo prazo. Os benefícios da prática regular de Qi Gong são:

  • aumento da vitalidade;
  • reforço o sistema imunitário;
  • fortalece o sistema músculo-esquelético;
  • melhoria da função gastrointestinal;
  • reforço do sistema cardiovascular;
  • regula mente e emoção;
  • entre outros.

No Open Day, o tema da aula foi Qi Gong e as Emoções para promover a regulação do sistema nervoso autónomo (respiração), libertação emocional, contacto com a natureza e a partilha de uma experiência única. A aula durou cerca de 30 a 40 minutos e nem a chuva inibiu as pessoas que marcaram presença nesta aula gratuita e ao ar livre. E assim começou o Open Day do Instituto (2023)…

Que delícia!

 

2.Acupuntura no Instituto 

Depois da aula no Parque da Cidade, o Open Day prosseguiu nas nossas instalações do Instituto André Marques. À chegada, a clínica estava preparada para receber as nossas pessoas e a comunidade que acompanha o trabalho que desenvolvemos. A segunda atividade do dia consistia em usufruir de uma sessão de acupuntura (gratuita). A sessão disponibilizada incluiu pontos de relaxamento e, em concordância com o tema do dia (emoções), pontos com indicação para tratar e regular emoções. Foi muito bom partilhar a experiência, assim como o sorriso e satisfação dos participantes logo após a sessão. Só quem vive(u) sabe!

A acupuntura é uma terapêutica (também utilizada pela Medicina Tradicional Chinesa) que consiste no tratamento pela inserção de agulhas (muito finas) em pontos estratégicos para tratar inúmeras condições patológicas.

O novo livro Acupunturar, apresentado no sábado passado, inclui um capítulo que descreve patologias para as quais a acupuntura pode (e deve) ser considerada como uma opção terapêutica

A última sessão de acupuntura encerrou o programa da manhã e seguiu-se um almoço de convívio com os participantes, num restaurante nas imediações. O convívio saudável dos participantes trouxe conversas animadas que alongaram um pouco a hora de almoço, até (cerca) 2 horas. E, rapidamente, chegaram as atividades da tarde: primeiro a palestra e depois a apresentação do livro.

 

3.Sobre a palestra Acupuntura e Emoções

O Open Day do Instituto deste ano foi, particularmente, dedicado às emoções e como a sua abordagem pode ser feita através das terapêuticas – medicina tradicional chinesa, acupuntura e Qi Gong. Segundo a medicina tradicional chinesa, a teoria que descreve o corpo e os canais e colaterais (também conhecidos como meridianos) inclui uma parte dedicada ao equilíbrio da mente e das emoções. Existem vários pontos de acupuntura que ajudam a promover o equilíbrio da emotividade e sensibilidade, auxiliando a resolução de certos conflitos internos. Acredita-se que esta resolução seja por uma via de descompressão do sistema nervoso, talvez com o sistema nervoso autónomo, que está envolvido no equilíbrio entre o normal e o disfuncional. Tal como prometido, a palestra inclui os tópicos quentes:

  • acupuntura;
  • emoções;
  • binómio corpo-mente;
  • equilíbrio do sistema nervoso;
  • pontos de acupuntura com indicação para patologia do foro emocional e mental;
  • estratégias para aplicar no quotidiano.

Nesta palestra, que certamente ficará na memória dos presentes, apresentou-se o papel que a acupuntura pode desempenhar no equilíbrio do corpo e da mente, assim como a importância de cuidar de algo tão subtil e, ao mesmo tempo tão importante, como são as emoções.

Partilho apenas um pequeno excerto da palestra:

Se considerarmos as emoções que provocam patologias como um padrão neural alterado, havendo correspondência no corpo é possível tratar pela acupuntura? Ou pelo exercício? Ou pela terapia manual (massagem)?

Deixarei, por agora, a resposta em aberto. Se um padrão neural está comprometido, é possível atribuir a um sistema orgânico específico (sistema nervoso). De seguida, é possível estabelecer a abordagem, intervenção e tratamento com diferentes técnicas para ajudar na resolução da situação. Afinal, os aspetos emocionais são bem físicos.

Se discutir com alguém, o coração acelera certamente. Isso é psicossomático ou apenas somático?

Haverá, com certeza, um longo caminho a trilhar neste âmbito. Contudo, parece sensato afirmar que há muito para fazer, tratar e resolver no capítulo das emoções. Acredito que a acupuntura não seja a única forma, mas será uma ferramenta indispensável para restabelecer o equilíbrio entre o corpo e a mente… que foi, exatamente, o que presenciamos no ponto alto do Open Day, com a chegada da apresentação do livro “Acupunturar”…

 

4.Apresentação do livro Acupunturar

Chegou o grande momento do dia e pelo qual todos esperavam. As mais de duas dezenas de pessoas, que decidiram marcar presença neste marco histórico do Instituto, aguardavam com expectativa. A apresentação do livro Acupunturar, o novo livro de André Marques, foi apresentado na voz do autor e com a explicação sobre o tema e, também, sobre o impulso para escrever esta obra literária.

Acupunturar não é sinónimo, mas em muito espelha o verbo equilibrar.

O tema do livro foi escolhido pela importância que esta “nobre arte” assume no quotidiano do autor, tanto em termos profissionais como pessoais. Certamente, que aqueles que integram na sua história a acupuntura na a saúde, as emoções e o desejo de uma vida cada vez mais equilibrada, não poderão desconsiderar algo que acresce tanta em vida, como é o caso da acupuntura. O livro inclui vários tópicos e reflexões interessantes com capítulos como…

  • O que não é a acupuntura
  • O que é a acupuntura
  • Quais os fundamentos da acupuntura
  • O efeito cumulativo
  • Lista de patologias e indicações para Acupuntura

Acupunturar é um livro que trará uma nova visão sobre esta terapêutica não convencional e tem como objetivos…

  • apresentar a acupuntura àqueles que ainda não tiveram o privilégio de a incluir no seu dia-a-dia;
  • trazer uma nova visão sobre esta terapêutica a quem já a inclui no seu quotidiano;
  • clarificar o que é e o que não é acupuntura;
  • apresentar uma visão prática e pragmática sobre o tema;
  • desmistificar conceitos e preconceitos errados, amplamente, difundidos;
  • adicionar uma história verídica com relatos fidedignos por parte de quem se dedicou ao estudo e com experiência da área;
  • apresentar as patologias com indicação e que beneficiam da acupuntura;
  • partilhar uma nova visão e ambição sobre equilibrar e acupunturar.
  • e muito mais!

Apesar da parcialidade em relação ao tema, este é, sem dúvida, um livro recomendado a pessoas que pretendam ampliar o conhecimento e consciência sobre a acupuntura e os benefícios que o usufruto regular acrescentam… em vida!

Terminada a apresentação do livro Acupunturar, bem ao jeito de André Marques e do Instituto, foi, ainda, preparada uma surpresa para os presentes… algo que tornaria o dia ainda mais inesquecível

 

5.Uma surpresa divinal, a apresentação de um segundo livro

A dedicação às pessoas, saúde e ao conhecimento faz com que o Instituto, desde o seu início, promova a partilha de conhecimento através de vários conteúdos em diferentes canais. O website do Instituto, ainda em desenvolvimento, é um desses canais. A sensibilização e incentivo para obter os melhores cuidados de saúde nas áreas de reabilitação através das redes sociais. E, mais recentemente, a publicação de obras literárias para divulgar e consolidar a aprendizagem dos conteúdos partilhados.

 

A primeira obra literária Uma Primeira Vida Dentro da Vida, texto de cariz reflexivo e motivacional, partilha um pouco da história de André Marques, assim como as questões e decisões que culminaram num projeto de saúde e vida, hoje conhecido como Instituto André Marques.

 

A segunda obra literária Acupunturar é um livro informativo sobre o tema acupuntura na visão do autor. Neste, além do enquadramento desta terapêutica no âmbito da saúde, são partilhadas inúmeras reflexões sobre a informação que circula acerca desta terapêutica não convencional. A exposição escrita aliada à crítica mordaz clarifica muitos dos comentários impróprios que pouco dignificam esta profissão.

 

A terceira obra literária, que foi uma das grandes surpresas do Open Day, designa-se por “The Indecipherable Matrix of Consciousness”. Esta obra, escrita em inglês, explora o tema da consciência de uma forma pouco convencional e, certamente, exigirá várias leituras e alguma reflexão sobre o texto para o seu entendimento.

 

6.A conclusão de um dia formidável

O Open Day foi um dia único com vários momentos e experiências no Instituto, desde Qi Gong, acupuntura, palestras, apresentação de livros, convívios e muita animação.

Resumir o programa do Open Day é relativamente fácil e simples. Descrever a essência desta jornada sobre as emoções por palavras torna-se um pouco mais complexo. Talvez, nem isso seja necessário.

Quem viveu essa jornada saberá certamente.

Termino este artigo com a bonita descrição de uma pessoa que participou neste dia e viveu cada um destes momentos…

Uma experiência única. Por mais que tentasse descrever os sentimentos de leveza e tranquilidade não conseguiria. Só quem realmente experimenta, reconhece o verdadeiro valor do Instituto. (Ribeiro, E.)

Assim vale a pena… Assim vale a pena continuar esta jornada com saúde e longevidade!

Viver bem… Viver muito bem… Viver uma vida à Instituto!

 

Gostou do conteúdo? Partilhe a sua opinião connosco e divulgue este artigo. Este texto foi escrito por André Marques. (Os livros de André Marques são um exclusivo Instituto André Marques. Se pretende adquirir os livros do autor, entre em contacto ou preencha o formulário)

 

Palavras-Chave: Open Day, saúde, bem-estar, qi gong, acupuntura, acupunturar.

Últimos Artigos

Benefícios da Fisioterapia

Neste artigo:
– O que é a Fisioterapia?
– Áreas de intervenção da Fisioterapia
– Benefícios da Fisioterapia

“Usufruir de bem-estar físico e mental é uma escolha do presente para evitar constrangimentos futuros.”

Ler artigo completo »